A Interpretação do Assassinato/Crime [Portugues BR/PT], Jed Rubenfeld

Minha leitura de ferias esse ano foi [in english] : The Interpretation of Murder, em portugues-BR: A Interpretação do Assassinato ou Crime em Portugues-PT.

Achei o livro super intrigante, simplesmente nao consegui parar de ler ate chegar ao final, e depois que acabou ainda fiquei pensando e re-pensando sobre a trama. Achei tambem fascinate as descricoes sobre Nova York do Seculo IX.

Suppostamente seria uma completa virada da estoria, so que antes de chegar ao fim eu ja suspeitava o que iria acontecer, ainda assim o final mesmo foi totalmente inesperado!

Para os psicologos de plantao ou para os fans de psicologia e suspense, esse eh um otimo livro; ler sobre Sigmund Freud num contexto toltalmente diferente do que vemos nos livros de psicologia foi supreendente, e saber o um pouco mais sobre o mundo particular de Carl Jung ainda de numa mixtura ficticia foi incrivel. Um livro que eu fortemente Recomendo!

Sinopse:

Na noite de 29 de agosto de 1909, Sigmund Freud chega aos Estados Unidos acompanhado de seus discípulos Carl Jung e Sándor Ferenczi, para uma série de palestras que têm como intuito difundir a psicanálise no continente americano.

No dia seguinte, Nova York amanhece com a notícia estarrecedora de que uma garota da alta sociedade foi torturada até a morte em um luxuoso arranha-céu. Mais um dia, e surge uma segunda vítima, Nora Acton uma herdeira rebelde tambem da alta sociedade, provavelmente do mesmo criminoso, embora dessa vez ela tenha conseguido escapar com vida.

Mas Nora Acton está sofrendo de histeria, perdeu a voz e não consegue lembrar do que aconteceu na noite em que foi atacada.Para ajudar a esclarecer o crime, a polícia de Nova York convoca um jovem psicanalista, que por sua vez pede ajuda ao mestre Freud, em visita à cidade.

Em meio a insinuantes sessões de análise, especulações teóricas sobre o caso e releituras da obra de Shakespeare, o jovem psicanalista leva às últimas conseqüências os pontos de contato entre o processo psicanalítico e os métodos de investigação policial. Misto de romance histórico e thriller noir, A interpretação do assassinato renova e revigora como poucos a ficção policial contemporânea.

A ascensão de Manhattan, as relações promíscuas entre a aristocracia e os políticos nova-iorquinos, a resistência puritana às idéias de Freud sobre a sexualidade e os rachas dentro da própria psicanálise são algumas das situações reais que aparecem recriadas neste enredo ficcional, onde não faltam pistas falsas, mulheres em perigo, psicanalistas excêntricos e cadáveres desaparecidos.

Jed Rubenfeld consultou centenas de jornais da época, utilizando histórias e figuras reais, notícias de escândalos e de crimes em série que aterrorizavam a cidade. A Manhattan de 1909 descrita neste livro foi alvo de meticulosa pesquisa. A arquitectura, as ruas da cidade, o universo da alta sociedade são baseados em factos. A investigação do crime revela a alma dividida de uma grande metrópole à beira de uma nova era, mais violenta e mais sofisticada.

Inspirado nos casos de estudo de Freud, sobretudo no célebre ensaio que descreve o caso de Dora – paciente de histeria que inspira a personagem de Nora Acton –, A Interpretação do Crime é uma obra de ficção, mas muito do romance é baseado em factos reais. Freud foi de facto convidado para dar uma série de palestras na Universidade de Clark, em Worcester, Massachussetts.

O doutoramento honoris causa que Clark lhe atribuiu foi o primeiro reconhecimento público que Freud recebeu pela sua obra. Enquanto esteve nos Estados Unidos, foi de facto solicitado para fazer sessões de psicanálise improvisadas. Apesar do grande sucesso desta visita, Freud contraiu, efectivamente, uma espécie de horror à América. Nas décadas posteriores às palestras de Freud em Clark, tornou-se claro que 1909 foi um ano de viragem na psiquiatria e na cultura americanas.

A tradução de Brill dos ensaios de Freud sobre a histeria foi publicada depois de os debates terem terminado. A psicanálise criou raízes em solo americano e ganhou uma enorme proeminência. Mas Freud não ficou satisfeito com o seu sucesso nos Estados Unidos. «A minha desconfiança em relação à América», confidenciou a um amigo já perto do fim da vida, «é insuperável».

wake me up when September ends

Hoje fez sol, depois de 4 ou 5 dias de chuvas torrenciais sem intervalo. A mudanca de estacao esta super visivel, e as arvores ja apresentam suas nunces de tons variando de amarelo ao vermelho, apesar da chuva do friozinho e das noites mais longas para mim pelo menos setembro foi VERAO, um mes de muito sol, novidades e acontecimentos…

Em ordem cronologica, eu disse adeus ao me antigo emprego dia 8, dia 10 pegamos um aviao para Milao e de Milao para Bari no Sul da Italia, de la dirigimos mais uns 80 km e nos hospedamos na pontinha do salto da bota por uma semana, exploramos a regiao e “lagartixamos” nas praias do Mediterraneo e Adriatico, temperaturas de 28 a 30 graus, perfeito!

O melhor da Italia, com toda certeza eh a comida, as pastas e pizzas, o cafe, o sorvete, tudo, adoro!! Esqueci regime, weight watcher foi p/ brejo, mas o mais estranho eh que fui e voltei com o mesmo peso, tanto na bagagem quanto na panca…. :-)

Na area que ficamos o mais bonito mesmo era o mar, na verdade so tinha mesmo duas coisas para ver, as praias, o mar e as plantacoes de oliveiras e videiras. Nao tem nada mais gostoso do que sentar na beira do mar tomando um copo de vinho local e comendo azeitonas e taralinhos (Sim Taralio, um biscoitinho feito puramente de farinha e azeite de oliva virgem, uma delicia!!)…

Tirei fotos, mas nao muitas, primeiro pq nao queria expor a “7″ a areia ou a maresia, segundo pq estava muito ocupada com “Il Dolce Far Niente” (a arte de fazer nada, ou algo assim) e curtindo cada minuto. E quando me dei conta ja era hora de voltar para casa.

Antes de viajei de ferias nao tinha a minima ideia de quando eu iria comecar no novo trabalho, apesar de estar tudo engatilhado, a burocracia de toda grande empresa impediu que os papeis finais chegassem ate mim antes da nossa viagem. Acho, nao lembro mais, que foi no dia 14 ou 15 que finalmente me ligaram para avisar que eu deveria iniciar meu novo emprego dia 22 de setembro.

Dia 19 voltamos para casa, e tive dois dias para colocar a vida em ordem antes de voltar a trabalhar, aproveitar editar as fotos que tirei de um casamento antes de sair de ferias, coloquei a casa em ordem, lavei, passei e ate costurei e dias 22 comecei a nova saga da minha vida.

Ate agora ainda nao acredito que eles me deram esse emprego, eu sei muito pouco do que eh necessario saber, para ser honesta quase nada, tudo bem que eu engano bem, mas eles estao me treinando, me dando espaco e tempo para aprender tudo que precisa, e agora em outubro vou para Oxford fazer curso de um software especifico do mercado. Eu to simplesmente adorando essa chance de aprender e ser paga (diga-se de passagem bem paga) para isso.

OK! nem tudo sao flores, nao poderia ser, nao eh mesmo? Ja faz uma semana que estou la e ate agora nao tenho acesso aos computadores, ou seja eu nao posso fazer nada, a nao ser que um dos meus colegas me permita usar o acesso deles. Por sorte, eles sao todos bem legais, e sempre um ou outro tenha um dia de folga ou saiba que vai estar fora para reuniao eles me dao o computador logado no acesso deles, essa eh a vantagem de trabalhar um ambiente dominante masculino. So tem eu e mais uma garota no time, o resto tudo menino.

Hoje fomos todos almocar num restaurante indiano, com o big-boss, que justificou nossa ausencia do escritorio por quase 2 horas como um “team meeting”, foi super divertido e tive a chance de interagir um pouco mais com meu time. Mas admito que ja estou sentindo falta de pequenas coisas que deixei no meu velho emprego, como os almocos com minha turminha, toda a energia boa que sempre senti nas pessoas de la e logico, minha querida amiga brasuca com que eu tagarelava o dia todo…

Talvez isso signifique que o blog ficara mais ativo, ja que minha carencia de “falar” minha lingua esta cada dia maior…

august 2010

august 2010

1. 234.365 good bye August, 2. 233.365 ghosting around?, 3. 232.365 is the winter knocking in your door yet?, 4. 231.365 believe in your dreams, 5. 230.365 old tale, 6. 229.365 Is it the summer’s end?, 7. 228.365 another day, 8. 227.365 hair do…, 9. 226.365 Ultra-violet, 10. 225.365 Life is changing…, 11. 224.365 (2) dark??, 12. 223.365 Cheers!! It is Friday!, 13. 222.365 three little ducks, 14. 221.365 Me & Memy, 15. 220.365 noise tuesday, 16. 219.365 OPS! I did it again…., 17. 218.365 B&W with flash, 18. 217.365 new flash gun, 19. 216.365 friday cinnamon…, 20. 215.365 thursday red&green, 21. 214.365 closer, 22. 213.365 tuesday’s greens, 23. 212.365 !!, 24. 211.365 painted face, 25. 209.365 new shoes!!, 26. 210.365 b&w smile, 27. 208.365 yellow morning, 28. 207.365 where was the summer?, 29. 206.365 all ready to go?, 30. 205.365 monster, 31. 204.365 Hello August!.