Warning: include(/var/chroot/home/content/74/9643274/html/alebeu/press.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/content/74/9643274/html/wp-settings.php on line 228

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/var/chroot/home/content/74/9643274/html/alebeu/press.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/php5_3/lib/php') in /home/content/74/9643274/html/wp-settings.php on line 228
Nottingham

Nottingham

Hoje fiz um passeio relâmpago à cidade de Nottingham (isso mesmo, a cidade relacionada à famosa lenda de Robin Hood). Digo passeio relâmpago porque meu objetivo primário não era conhecer a cidade, e sim visitar um amigo que trabalha na Universidade de Nottingham como pesquisador na área de georeferenciamento, mais especificamente, GPS. Após conhecer o laboratório onde ele desenvolve as pesquisas e poder ver de perto alguns equipamentos relacionados ao Projeto Galileu, almoçamos juntos no Campus Jubileum e eu segui o meu caminho, porque meu amigo tinha seus compromissos profissionais.

Bem, um breve overview sobre Nottingham. Diferente das demais cidades históricas que pude visitar no Reino Unido, Nottigham mescla muito bem a antiga arquitetura medieval com as construções mais recentes do período vitoriano. A sensação e de estar em uma cidade moderna mesmo, muito similar aos demais centros urbanos aos quais estamos acostumados. Entre um quarteirão e outro você dá de cara com uma torre antiga, ou um muro de pedra que se percebe que está lá há muito tempo. Também me chamou atenção os aclives e declives, pois até então por todo o lugar onde eu passava, estava acostumado à paisagem plana. Nottingham é cheia de morros, e algumas construções exploram isso muito bem em sua localização.

Parque da Universidade de Nottingham
A lenda de Robin Hood é visivelmente explorada na cidade. O Castelo de Notthingam (possivel residência do vilão desta história) está lá, bem no centro da cidade e em destaque. Para quem quiser visitar. Vários estabelecimentos, desde os pubs aos mercados, exploram os nomes dos personagens (Robin, Little John, etc) e até passei por uma rua chamada Maid Marion. E, é claro , vários convites espalhados pela cidade para se conhecer a famosa Floresta de Sherwood, onde o destemido herói teria seu refúgio e segurança contra o temido Sherif de Nottingham.
Lendas a parte, a Universidade de Nottingham é bem real, novamente um grandioso exemplo do quanto as universidades são valorizadas por aqui e, embora o custo seja exorbitante, tudo que se vê indica que claramente que o mesmo é revertido para a qualidade da educação dos alunos. O campus é extraordinário, com construções modernas e um imenso parque com lago logo na entrada principal. Como hoje foi um dia ensolarado de verão, o parque estava cheio de estudantes aproveitando o dia e caminhadas e passeios de barco, ou simplesmente deitados na relva, e diversos deles com um livro na mão.
E para ilustrar o dia, uma foto tirada do parque da universidade, que dá uma idéia muito boa de como seria uma imagem real de Robin Hood e Maid Marion em um romântico passeio de barco, séculos atrás.