Warning: include(/var/chroot/home/content/74/9643274/html/alebeu/press.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/content/74/9643274/html/wp-settings.php on line 228

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/var/chroot/home/content/74/9643274/html/alebeu/press.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/php5_3/lib/php') in /home/content/74/9643274/html/wp-settings.php on line 228
as dores de parto – parte II

as dores de parto – parte II

Esse post foi escrito especialmente para minhas amigas/família no Brasil que ficaram chocados com o relato do meu parto. Porque as amigas que vivem no exterior já sabem que tudo que aconteceu comigo e muito normal acontecer.

Minha gente, veja bem, eu vivo no “primeiro mundo!” (Leiam com um tom carregado de sarcasmo e ironia) Num pais que tem um sistema publico e único, considerado o “melhor do mundo”! (Ainda mais ironia, apesar que eles realmente se acham), o sistema e assim tão bom que se vc for no medico sem antes pesquisar o sintomas e descobrir o que tem e o que precisa tomar, vc sai da sala do medico com uma receita de paracetamol, e se vc voltar lá eles te dão um anti-depressivo… Kkkk….

Vc vê um clinico geral, normalmente estrangeiro que fala inglês pior do que eu, e só, especialista e luxo, só em ultimo caso, e a fila de espera para ver um ginecologista ou oncologista pode ser de 1 mes a 6 meses…

Médicos especialista, são semi-deuses, inacessíveis, e sua atenção e apenas pra quem esta morrendo, literalmente para assinar um atestado de óbito. As maravilhas de um Pais socializado, com saúde igual para todos, e mesmo que vc tenha um plano de saúde, as coisas não são tão diferentes assim.

Quem trabalha em geral não vai ao medico, porque simplesmente não tem tempo de ficar pendurando no telefone por horas tentando marcar uma consulta… E com isso são apenas os desempregados que vão ao medico, aqueles que não pagam impostos e vivem dos benefícios públicos…

Enfim…. Pintei o cenário! Da para entender agora o meu pavor em precisar de uma cesárea? Meu pesadelo antes de ganhar neném, era precisar de uma cesárea de emergência e acabar na mão de um açougueiro afegao, importado para cobrir o turno do medico obestetra de plantão…. E isso acontece, acreditem! Mas eu dei sorte que o meu foi importado da Holanda e era bem competente.

Entretando, devo admitir que o sistemas de midwifes, ou parteiras, que te acompanham durante a gestação e parto, funciona super bem, dou o maior valor a essas mulheres que ganham bem menos (praticamente uma fração) do que os médicos e fazem um excelente trabalho do inicio ao fim. Ninguém precisa de medico se tiver uma boa midwife e se tudo acontecer sem maiores problemas. Vários partos acontecem do inicio a fim sem a presença de medico nenhum, apenas um pediatra pra verificar o bebe.

E uma das coisas mais legais do trabalho das midwifes é de te alertar para o que te espera, você recebe muita informação e suporte, elas não podem te receitar nada, elas não pode te operar e só podem te dar certas drogas durante o parto (gás e infecção), mas tudo o que esta ao alcance delas, elas fazem e fazem com eficiência.

Além de toda a informação que recebi delas eu li muito, assisti muito programas de parto (que por aqui e moda, um tipo de tv realidade), e fiz minhas escolhas baseadas no que aprendi e no que queria para mim mesma.

1 . Eu NÃO queria cesárea, só deveria acontecer se um de nos (eu ou bb) ou os dois estivéssemos em risco de vida. E durante todo meu pre Natal ficou claro eu não teria problemas em ter um parto normal.
Porque? – simples eu já fui operada 2 vezes, cirurgias no mesmo estilo de uma cesárea, eu cicatrizo rápido externamente, mas eu sempre tenho problema com a cicatrização interna, a ultima vez precisei voltar para o hospital e colocar dredo, foram 3 meses de sofrimento, na cama, com febre e dores. E isso sem ter um bebezinho dependendo de mim..
Então meu pensamento lógico era: se eu acabar numa cesárea quem e que vai cuidar de mim e do meu bebe?? Pq venhamos, marido não daria conta… Coitado, até tentaria, mas não daria conta. E mãe, infelizmente eu já não tenho mais!

(Alem do mais depois de ouvir de alguns: “você e louca? Parto normal na sua idade?” Ter um parto normal se tornou uma questão de honra, eu sei que na minha idade a forma física para um trabalho de parto não e mais como a 10 ou 20 anos atras (apesar de que tenho duvidas, nunca fui tão fit como antes de engravidar), mas hoje tenho o maior orgulho de dizer e que EU como 40 anos na cabeça, encarei um parto normal e sem anestesia, do inicio ao fim, enquanto muita menininha de 20 e 30 não conseguem! Beat me! Ha! Provei a quem duvidou!)

2 – Eu não queria epidural (anestesia na espinha) até um ultimo minuto possível, essa decisão eu tomei bem no fim da gravidez, e foi com base no fato de com a epidural vc perde o controle das contrações, vc se cansa muito mais rápido e o bb também, tornando o parto muito mais demorado e (essa foi a parte que me fez tomar a decisão) aumentando os riscos de acabar numa cesárea de emergência, alias por aqui, segundo estatísticas, quase metade dos partos aonde a epidural e usada acabam em cesárea de emergência, decidi arriscar, e acho que do jeito que as coisas ocorreram não teria dado tempo Anyway…

E eu tive exatamente o que eu queria originalmente, um parto normal sem anestesia, claro, nem tudo saiu como eu esperava, mas eu tava tão alta no gás que nem fez muita diferença, no fim meu trabalho de parto durou 7 horas, ( eu sei que parece absurdo diante da realidade brasileira, aonde depois de 2 horinhas de contrações os médicos te cortam, não sem antes apavorar a pobre mãe, pois não querem perder o tempo deles esperando pelo seu tempo e o tempo do seu bebe) mas no resto do mundo isso e rápido, para quem esta dando a luz ao primeiro filho o tempo esperado e de 12 a 20 horas, quando eu conto a história por aqui sempre ouço, nossa que rápido que foi seu parto! … Kkkk

Entendo que as coisas no Brasil são diferentes, as vezes quando se trata de saude eu preferia estar no brasil, mas gente! eu vejo sempre alguém falando que agendou a cesárea por opção e não por necessidade, e sinceramente não consigo entender como alguém em san consciência prefira uma cesárea a um parto normal, para mim só pode ser falta de informação sobre o parto, ignorância no sentido literal da palavra. Tudo bem se existe razoes medicas ( o que tb poderia questionar já que qualquer demora no trabalho de parto e razão medica para cesarea, mas aí e culpa do medico e não da mãe), mas cortar por cortar, fora do tempo da criança e da mãe! Jura? Eu hem! Nesse ponto eu prefiro estar aqui e ter o poder de decidir por um parto normal!


One Comment

  1. Aline Dulce

    Realmente..querer uma cesárea com todas as condições para se ter parto normal é chocante… porém a cultura brasileira já ” coloca” na cabeça das mulheres que a césarea pe a melhor opção. Estou grávida e nos cursos de gestantes que fui com váriiiaaaas grávidas… nem 10 delas se interessavam qdo as palestrantes falavam do parto normal..elas nem cogitam..mas tb na maioria das vezes vem do médico esse triste incentivo à cesárea… lastimável…
    Aline Dulce ultimo post…Bolsa Lego ChanelMy Profile

    Reply

Leave a Reply

*

CommentLuv badge